Morre Fidel

Morre Fidel: foi-se o homem e ficou o mito.

Morre Fidel: foi-se o homem e ficou o mito!

Morre o Comandante: a História já lhe faz justiça!

Morre o Guerreiro: os povos do mundo lhe aclamam!

Morre o Estadista: Cuba segue viva, de cabeça erguida, sem analfabetos, nem famintos!

Morre o Herói de Sierra Maestra: cresce o panteão dos que lutaram por uma América Latina livre e altiva!

Morre um ícone do Sec. XX: o sobrevivente dos inúmeros atentados políticos e do bloqueio covarde do Império!

Continua a polemica entre os que o amam e os que o odeiam: o mundo continua dividido entre os que mandam e os que se recusam a baixar a cabeça.

VIVA O POVO CUBANO!!!

Original de Horácio Frota


Deixe o seu comentário




Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro.

notícias mais recentes
A seletividade de cada dia.

As declarações do atual comandante da ROTA – Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (indico...

Comunicação e poder na esfera pública: um diálogo entre Habermas e Foucault

No livro Comunicação e democracia, Wilson Gomes elucida o pensamento de Jürgen Habermas...

A Lava Jato contribui para Educar a Democracia?

O aperfeiçoamento democrático brasileiro está numa fase crítica, “embolou...

“Democracia, Mídia e Estado de Direito no Brasil”

Democracia, Mídia e Estado de Direito no Brasil Seminário com a presença do...

ABRAMD se posiciona contra a Política Sobre Drogas de São Paulo

RP: Para pensar as Políticas sobre Drogas e em defesa dos Direitos Humanos, divulgamos a "Carta...

Redes Sociais